Aumentam as mortes por varíola dos macacos

O Ministério da Saúde de Espanha anunciou este sábado a segunda morte por varíola dos macacos.

Segundo o último balanço feito pelas autoridades, no país há cerca de 4.300 pessoas infetadas e 120 doentes internados.

A campanha de vacinação começou na semana passada com um número limitado de vacinas. Os médicos dão prioridade aos grupos de risco onde foram identificadas a maioria dos casos. Trata-se de homens que têm relações sexuais com outros homens ou com mulheres transexuais.

A campanha de vacinação também arrancou em Paris e em Londres. Na capital britânica, Harun Tulunay foi infetado e considera que “o governo não reagiu com a rapidez suficiente”. Quando foi visto no hospital disseram-lhe para ir para casa e só mais tarde foi internado.

Ontem, o estado de Nova Iorque declarou o estado de emergência por causa do aumento dos casos nos últimos dias, principalmente concentrados na cidade de Nova Iorque. De acordo com a declaração de emergência, o estado conta agora 1400 casos.

Em todo o mundo, já foram detetados mais de 18 mil casos de varíola dos macacos. Em Portugal foram confirmados 588 casos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos