Aumento de casos coloca EUA 'na direção errada' da pandemia, diz Anthony Fauci

·2 minuto de leitura
Dr Anthony Fauci
Dr Anthony Fauci se disse frustrado com resistência de parte da população americana em se vacinar

Os EUA estão indo "na direção errada" da pandemia, disse o médico Anthony Fauci chefe da força-tarefa de combate ao coronavírus, em um momento em que os casos de covid-19 crescem entre a população não vacinada do país.

Fauci afirmou neste domingo (25/7), em entrevista à emissora CNN, que está se formando nos EUA uma "pandemia entre os não vacinados".

"Estou muito frustrado", declarou Fauci, depois de o apresentador da CNN apresentar os dados de uma pesquisa de opinião apontando que 80% dos americanos que são se vacinaram até o momento provavelmente ou definitivamente não aceitarão serem vacinados.

"Não gosto de culpar as pessoas porque isso as faz recuar mais. Mas gostaria de ver mais líderes (políticos) das áreas de baixo índice de vacinação estimulando as pessoas a se vacinarem", prosseguiu o médico. "Precisamos nos sair melhor. As pessoas estão se submetendo a uma aflição desnecessária" por conta do alto risco de pegar covid-19 e ter complicações de saúde, disse.

A média móvel de casos dos últimos sete dias subiu 53% nos EUA em relação à semana anterior, e 80% dos casos são da variante Delta, que é mais infecciosa. Segundo a agência Reuters, alguns hospitais americanos estão voltando a ficar no limite de sua capacidade.

Até o momento, mais de 162,7 milhões de pessoas - ou 49% da população americana - já foi plenamente vacinada contra a covid-19, segundo dados oficiais. Os EUA lideraram o ritmo de vacinação global até abril, quando as taxas de imunização começaram a perder ímpeto.

As taxas de imunização são particularmente baixas nos Estados do sul do país, onde menos da metade dos habitantes recebeu a primeira dose.

Os aumentos mais expressivos no número de casos também têm ocorrido em Estados sulistas ou do Meio-Oeste, como Flórida, Texas e Missouri.

No início da última semana, o especialista Vivek Murthy declarou que 99,5% das mortes por covid-19 no país estavam ocorrendo entre grupos não vacinados.

Segundo Anthony Fauci - conselheiro da Casa Branca tanto no governo de Donald Trump quanto no de Joe Biden -, autoridades de saúde estão avaliando a hipótese de revisar a permissão para que pessoas vacinadas deixem de usar máscaras. Seria uma tentativa de tentar conter altas ainda mais agudas nos casos.

Por enquanto, a orientação dos CDCs (Centros de Controle de Doenças) é de que pessoas plenamente vacinadas podem "retomar suas atividades como antes da pandemia, sem usar máscaras".

Fauci afirmou, porém, que governadores podem emitir diretrizes próprias com base nas realidades locais.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos