Aumento da taxa de juros nos EUA impacta a economia brasileira

·2 min de leitura
Juros americanos maiores tiram investimentos das empresas brasileiras e torna dólar mais caro por aqui. (REUTERS/Joshua Roberts)
Juros americanos maiores tiram investimentos das empresas brasileiras e torna dólar mais caro por aqui. (REUTERS/Joshua Roberts)
  • Aumento da taxa de juros nos EUA é medida para frear o aumento da inflação no país;

  • Juros mais altos deixam aplicações nos EUA mais rentáveis e provoca 'fuga de dólares' por aqui;

  • Para diminuir o impacto as exportações brasileiras devem subir e o governo deve vender dólar.

Nesta quarta-feira (26), o presidente do Fed (Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos da América), Jerome Powell, apresentará a decisão do Fomc (Comitê Federal de Mercado Aberto, em inglês) sobre a meta de juros das reservas norte-americanas.

A taxação das operações de mercado reflete sobre os juros cobrados nos empréstimos feitos entre os bancos, o que pode impactar o mercado global de crédito.

Com a taxa de juros mais alta empresas e bancos pegam menos empréstimos, deixam de investir em inovação e cortam custos, enquanto as pessoas deixam de consumir e veem seus empregos de forma instável.

Leia mais:

Mas com inflação dos Estados Unidos em alta, na casa dos 7%, aumentar os juros é o meio de freia o aumento de preços. A elevação inflacionária na terra do Tio Sam se dá pelo crédito acessível, o pleno emprego e a falta de produtos por conta das medidas de distanciamento impostas pela pandemia do novo corona vírus.

O aumento da taxa de juros no mercado estadunidense torna os investimentos por lá, como ações e títulos do governo, mais atrativos do que os ativos de países emergentes como o Brasil. Com essa 'fuga de capital' estrangeiro as empresas brasileiras tem perda de valor no mercado e menos dinheiro para investir e contratar funcionários por aqui.

Menos dólares no Brasil torna a moeda americana mais cara no mercado nacional o que deixa a importação de produtos e maquinários mais caros. Com o real desvalorizado frente ao dólar os itens ao consumidor ficam mais caro para cobrir o preço da moeda americana.

O que pode amenizar o aumento da taxa de juros por aqui é o aumento das exportações brasileiras, o que traria mais dólares para o mercado interno, e a política monetária federal em comprar mais dólares e elevar a reserva nos cofres públicos para compensar a alto da moeda americana com a venda no sistema brasileira.

Com informações do jornal Folha de São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos