Austríacos apostam na energia solar

Na capital austríaca, Viena, varandas com painéis solares estão tornar-se comuns.

Perante a crise energética, muitos vêm nestes equipamentos uma alternativa viável ao consumo normal de energia. É o caso de Renate Schattovits que espera assim fazer algumas poupanças.

Os painéis são instalados virados a sul e ligados a uma tomada. A instalação custa 1800 euros.

Se a energia gerada não for toda utilizada então reverte gratuitamente para a rede urbana.

"Espero poupar algum dinheiro. O que sobrar reverte para a rede geral e isso não faz mal porque tudo o que se encontra na rede é usado noutro lado", diz Renate Schattovits, uma cidadã austríaca reformada.

Em Viena, o número de varandas com painéis solares aumentou oito vezes relativamente ao ano passado. Estes painéis geram energia equivalente a um terço do consumo doméstico anual. Mas como é que funciona?

"Se estou em casa a trabalhar e faz sol, posso usar o painel solar para alimentar o ar-condicionado e o computador e assim compensa. Mas se não estou em casa e não outros consumidores então tenho que doar a electricidade à rede eléctrica", adianta Christian Call, da rede eléctrica de Viena, Wiener Netze.

Em outras palavras, quem não trabalha a partir de casa não recolherá os benefícios deste sistema a não ser que adquira baterias de armazenamento.

No entanto, sistemas fotovoltaicos como este encontram-se esgotados ou indisponíveis devido à falta de materiais.

O repórter da euronews, Johannes Pleschberger, acrescenta:

"Normalmente, a Áustria importa 80% do seu gás natural da Rússia, que é também utilizado para a produção de electricidade. Perante a ameaça de falta de abastecimento, muitos cidadãos perderam a confiança no governo e começaram a produzir energia por si próprios, por exemplo, com a ajuda do sol".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos