Austrália abre supermercado gratuito com produtos que iriam para o lixo

Foto: Pexels/Pixabay

A cidade de Sydney, na Austrália, ganhou seu primeiro supermercado nos moldes “pegue o que precisa, dê o que puder”.

Sim, lá tudo é gratuito para aqueles que não podem pagar pelos produtos. Quem pode, tem a opção de contribuir com a quantia que puder.

A idealizadora é a empresária Ronni Kahn, criadora da OZHarvest, uma ONG que combate o desperdício de comida.

O OzHarvest Market armazena uma série de produtos, incluindo frutas e legumes frescos, pães, bebidas, refeições congeladas, produtos de limpeza e higiene pessoal. Os produtos variam dependendo do que é recuperado naquela semana.

As pessoas são incentivadas a fornecer qualquer coisa que elas não querem mais. Restaurantes, supermercados e varejistas de alimentos doam produtos que não podem mais ser vendidos por causa do prazo de validade, mas ainda podem ser consumidos.

Na Austrália, o desperdício de alimentos custa cercas de US$ 20 bilhões por ano e os consumidores jogam fora uma em cada cinco cestas de compras de alimentos todos os anos.

Além das grandes perdas financeiras, o problema causa um impacto negativo no meio ambiente, já que tudo acaba em aterros sanitários.

“Toda vez que salvamos comida em boas condições, ajudamos o planeta. Cada vez que pegamos esse alimento e damos a pessoas famintas, lidamos com questões sociais “, disse Kahn à Broadsheet.

A empresária planeja abrir outros estabelecimentos em Sydney e em outras cidades da Austrália.