Automação deve substituir 53,6 mil servidores federais aptos a se aposentar a partir de 2030

·1 minuto de leitura

Um estudo da Escola Nacional de Administração Pública apontou que o uso de tecnologias de automação poderá substituir o trabalho de 53,6 mil servidores federais aptos a se aposentar a partir de 2030. De acordo com a pesquisa, sem modernização no serviço público, o déficit de profissionais pode chegar a 232 mil. As ocupações com maior propensão à substituição por máquinas são aquelas com menor nível de escolaridade (média de 13,42 anos de estudo) e menor média salarial (R$ 5.683), como assistente administrativo, auxiliar de escritório, datilógrafo, pedreiro e pintor de obras. Hoje, 104.670 trabalhadores estão em 96 cargos no segmento mais indicado à automação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos