Autor de 'Clube da Luta', Chuck Palahniuk critica mudança de final do filme na China

·2 min de leitura

A notícia de que o filme "Clube da Luta" teve seu final alterado em uma plataforma de streaming chinesa não agradou Chuck Palahniuk, autor do romance que inspirou o filme de David Fincher, de 1999. "Você viu essa merda? Isso é SUPER maravilhoso! Todo mundo tem um final feliz na China!", tuitou o escritor.

O filme original termina com o narrador (Edward Norton) matando seu alter ego Tyler Durden (Brad Pitt) e depois assistindo a explosão de prédios no horizonte da cidade. Na versão chinesa, exibida na plataforma Tencent Video, a cena final das explosões foi substituída por uma mensagem: "A polícia rapidamente descobriu todo o plano e prendeu todos os criminosos, impedindo com sucesso a explosão da bomba. Após o julgamento, Tyler foi enviado para um asilo de lunáticos recebendo tratamento psicológico. Ele recebeu alta do hospital em 2012."

Em seu blog, Palahniuk continuou ironizando a edição do longa na versão chinesa: "Tyler e a gangue foram todos presos. Ele foi julgado e condenado a um manicômio. Que incrível. Eu não fazia ideia! A justiça sempre vence. Nada nunca explodiu. Fini." Em entrevista ao site TMZ, entretanto, o escritor disse que o final chinês se aproxima mais do seu livro, no qual a explosão também não acontece, mas por conta de uma falha nas bombas, e o narrador também acaba em um hospital psiquiátrico.

"O que eu acho realmente interessante é que meus livros são fortemente proibidos nos Estados Unidos (...), mas só é um problema quando a China muda o final de um filme?", comentou o autor.

Além de Norton e Pitt, "Clube da Luta" tem Helena Bonham Carter, Meat Loaf, Eion Bailey e Jared Leto no elenco, entre outros atores. O filme, que tem roteiro de Jim Uhls, foi indicado ao Oscar de Melhores Efeitos Sonoros do ano 2000.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos