Autor do conceito ‘Cisne Negro’ chama o bitcoin de ‘artifício’ e de ‘jogo’, e diz que se assemelha a um esquema de pirâmide

O Globo com agências

NOVA YORK - O autor do conceito "Black Swan" (Cisne Negro), Nassim Nicholas Taleb, criticou o bitcoin como um "truque", dizendo acreditar que é muito volátil para ser uma moeda eficaz e não é uma proteção segura contra a inflação.

“Basicamente, não há conexão entre inflação e bitcoin. Nenhuma. Quer dizer, você pode ter hiperinflação e bitcoin indo para zero. Não há ligação entre eles ”, disse Taleb em uma entrevista ao“ Squawk Box ”, da CNBC nesta sexta-feira.

Segundo ele, é um sistema criptográfico lindamente configurado, mas não há "absolutamente nenhuma razão para estar vinculado a algo econômico ”. Taleb, cujo livro best-seller de 2007 examinou eventos altamente improváveis e seu potencial para causar graves consequências, disse que o bitcoin tem características do que ele chama de esquema Ponzi (pirâmide).

Um esquema Ponzi é um tipo de fraude por meio do qual os criminosos roubam dinheiro dos investidores e mascaram o roubo canalizando os retornos para os clientes de fundos contribuídos por investidores mais novos.

A maior fraude financeira desse tipo nos EUA foi realizada pelo megainvestidor Bernie Madoff, causando prejuízos de US$ 65 bilhões a cerca de oito mil investidores.

Taleb já teve opiniões favoráveis em relação ao bitcoin, que foi criado em 2009 e é a maior criptomoeda do mundo em valor de mercado. No entanto, ele disse à CNBC que foi “enganado inicialmente” porque pensou que poderia se tornar uma moeda usada em transações.

“Algo que se move 5% ao dia, 20% ao mês - para cima ou para baixo - não pode ser uma moeda. É outra coisa ”, disse Taleb, também um ex-corretor de derivativos que atua como consultor científico para o fundo de hedge Universa Investments.

“Eu comprei ... não querendo ter valorização de capital, mas sim uma alternativa à moeda fiduciária emitida pelos bancos centrais: uma moeda sem governo”, disse Taleb.

E acrescentou:

“Percebi que não era uma moeda sem governo. Foi apenas pura especulação. É como um jogo ... Quer dizer, você pode criar outro jogo e chamá-lo de moeda".

Bitcoin abaixo de US$ 50 mil

O bitcoin e outras criptomoedas caíram nesta sexta-feira em meio à preocupação de que o plano do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, de aumentar os impostos sobre ganhos de capital limitará os investimentos em ativos digitais.

A queda ocorreu após notícias de que o governo Biden está planejando uma série de alterações propostas ao código tributário dos EUA, incluindo um plano para quase dobrar os impostos sobre ganhos de capital para 39,6% para pessoas que ganham mais de US$ 1 milhão.

O bitcoin, a maior e mais popular criptomoeda, recuou 3,45% para US$ 49.900, ficando abaixo da marca de US$ 50.000 pela primeira vez desde o início de março. Na mínima, chegou a US$ 47.555.

Os rivais menores Ether e XRP registravam perdas de 4,8% e 3%, respectivamente.