Autoridades de saúde aconselham americanos a não viajar no Dia de Ação de Graças

·1 minuto de leitura
O aeroporto Internacional de Los Angeles (LAX) em 18 de novembro de 2020
O aeroporto Internacional de Los Angeles (LAX) em 18 de novembro de 2020

Os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC) aconselharam nesta quinta-feira (19) os americanos a suspender suas viagens no Dia de Ação de Graças - um feriado que costuma reunir as famílias - já que a pandemia de covid-19 está em uma fase "exponencial".

"Os CDC estão recomendando não viajar durante o período do Dia de Ação de Graças", informou Henry Walke, uma autoridade desta agência para a questão da pandemia, que destacou que não se trata de uma "obrigação".

Sob as ordens do presidente Donald Trump, o governo federal não impôs nenhum confinamento nacional, nem limitou os deslocamentos.

Essas decisões foram tomadas por cada um dos 50 estados e territórios do país.

O Dia de Ação de Graças, que neste ano cai na quinta-feira 26 de novembro, é a maior festividade familiar no país e muitos americanos também aproveitam o dia de sexta-feira para realizar grandes deslocamentos.

Henry Walke explicou que o número de casos aumentou muito depois dos finais de semana longos do Memorial Day no final de maio e do Dia do Trabalho no início de setembro.

"Queremos fazer um pedido antes do próximo feriado", disse.

Erin Sauber-Schatz, responsável do CDC para a formulação de recomendações, afirmou que na semana passada houve um milhão de novos casos de covid-19 nos Estados Unidos. "A maneira mais segura de celebrar o Dia de Ação de Graças este ano é em casa, com as pessoas que moram em casa", pediu.

ico-an/gma/aa