Auxílio emergencial 2021: Caixa começa a pagar nascidos em maio

CRISTIANE GERCINA E LAÍSA DALL'AGNOL
·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 06.03.2020 - Fachada da Caixa Econômica Federal em São Paulo. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 06.03.2020 - Fachada da Caixa Econômica Federal em São Paulo. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Caixa Econômica Federal começa a pagar, nesta quinta-feira (15), o auxílio emergencial 2021 para os trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico nascidos em maio.

De acordo com o banco, são 2,49 milhões de beneficiados em um repasse que soma R$ 516,62 milhões.

Segundo o Ministério da Cidadania, com mais essa remessa de transferências, o pagamento já chega a 11,88 milhões de famílias em um repasse total de R$ 2,46 bilhões.

Também recebem nesta quinta (15) as mais de 236 mil famílias que passaram a fazer parte do público com direito ao auxílio e cujo resultado da análise foi divulgado em 10 de abril.

Serão contemplados os nascidos em janeiro, fevereiro, março, abril e maio. Os demais, nascidos de junho a dezembro, recebem no calendário já divulgado.

Na primeira fase, o dinheiro da primeira parcela cai na conta aberta no Caixa Tem. Só é possível usar o dinheiro para pagar contas e fazer compras com o benefício. Só a partir de 4 de maio será autorizado o saque e a transferência dos valores.

Bolsa Família

Para os beneficiários do Bolsa Família, o dinheiro será liberado a partir desta sexta-feira (16), conforme o calendário habitual do benefício, que leva em conta o final do NIS (Número de Identificação Social).

Quem faz parte do programa já pode verificar se terá o auxílio. A consulta é feita no site https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta/#/.

A consulta também está disponível pela Central de Atendimento 111. É possível, ainda, fazer a checagem no site auxilio.caixa.gov.br e no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial.

No caso de quem é do Bolsa Família e se encaixar nas regras do auxílio, será pago o benefício maior. O valor-base é de R$ 250, mães chefes de família recebem R$ 375 e solteiros ganham R$ 150.