Auxílio emergencial: Caixa deposita nova parcela para 3,6 milhões de trabalhadores nascidos em julho

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Fabiano Rocha / 10.08.2020
Foto: Fabiano Rocha / 10.08.2020

Cerca de 3,6 milhões de trabalhadores nascidos em julho recebem, nesta quinta-feira (dia 12), o crédito de mais uma parcela do auxílio emergencial — no valor de R$ 600 ou R$ 300 — em suas contas poupanças sociais digitais. Segundo a Caixa Econômica Federal, no entanto, o dinheiro somente estará liberado para saque ou transferência bancária no dia 26 de novembro. Esses pagamentos já fazem parte do ciclo 4.

Por enquanto, esses beneficiários podem movimentar os recursos pelo aplicativo Caixa Tem — que permite o pagamento de boletos (como contas de água, luz, gás e telefone) ou compras feitas em lojas, supermercados e farmácias (com uso de QR Code ou cartão de débito virtual gerado na hora).

Os beneficiados são trabalhadores informais, autônomos, desempregados sem seguro-desemprego, microempreendedores individuais (MEIs) e inscritos no Cadastro Único do Ministério da Cidadania sem direito ao Bolsa Família, que se inscreveram pelo aplicativo, pelo site do banco ou pelos Correios.

Confira: Caixa bate a marca de 400 milhões de pagamentos de auxílio emergencial

Muitos cidadãos já vêm recebendo cotas do auxílio emergencial extensão (R$ 300). São pessoas que já sacaram todas as cinco parcelas inicialmente previstas de R$ 600. Outros, no entanto, tiveram seus benefícios aprovados ou liberados tardiamente, fazendo jus ainda aos primeiros pagamentos, de maior valor. Parte deles, portanto, não chegará a sacar todas as nove cotas pagas pelo governo.

Já os 3,6 milhões nascidos em agosto terão o depósito de mais uma parcela do auxílio emergencial nesta sexta-feira (dia 13). Mas somente poderão contar com a quantia em espécie no dia 28. A partir deste dia, também estarão liberadas as transferências bancárias.