Auxílio emergencial: beneficiário poderá usar PIX em transações

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
Divulgação/Banco Central
O PIX, sistema de pagamento instantâneo brasileiro, foi criado pelo Banco Central (Divulgação/Banco Central)
  • Banco Central anunciou que beneficiários poderão usar PIX para movimentar o benefício

  • Medida começa a valer a partir de 30 de abril

  • Transações para contas de mesmo titular serão bloqueadas

A partir de 30 de abril, quem recebe o auxílio emergencial poderá usar o PIX para movimentar dinheiro do benefício. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (22) pelo Banco Central, que criou o pagamento instantâneo brasileiro. As informações são do G1.

Leia também:

Até agora, os beneficiários não podiam usar o PIX, sistema de transferências em tempo real que está disponível 24 horas por dia. A partir de 30 de abril, o Banco Central bloqueará apenas transações para contas do mesmo titular.  

A instituição diz que "tal excepcionalidade se faz necessária visando a proteção dos usuários, uma vez que tais recursos não podem ser objeto de descontos ou de compensações que impliquem a redução do valor do auxílio".

Nova rodada do auxílio

O governo federal prevê que 45 milhões de pessoas sejam contempladas na nova fase do programa de auxílio emergencial. Benefício começou a ser pago em 6 de abril.

Agora, os valores do benefício variam entre R$ 150 e R$ 375. Quem recebe os R$ 150 são pessoas que moram sozinhas, já os R$ 250 serão recebidos por famílias em situação de vulnerabilidade e os R$ 375 serão destinados a mulheres com filhos e que são as provedoras do lar. Serão pagas quatro parcelas.