Auxílio emergencial negado? Contestação vai até sábado (24)

·1 minuto de leitura
(Foto: Agência Brasil)
(Foto: Agência Brasil)
  • Mensalmente os beneficiários passam por análise

  • As parcelas suspensas serão pagas retroativamente

  • Pessoas que já contestaram não poderão contestar novamente

As pessoas que tiveram o auxílio emergencial negado ou interrompido poderão contestar a decisão até o próximo sábado (24). Todos os meses os beneficiários passam por uma análise para mostrar se ainda atendem aos requisitos previstos na lei.

Leia também:

Se provado que o beneficiário tem direito ao auxílio, as parcelas suspensas são pagas retroativamente. O erro pode acontecer quando o cadastro fica desatualizado ou com informações incorretas.

Para contestar, basta acessar o site https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/ e preencher todos os campos. Se o pagamento for retomado, a situação da parcela muda de “cancelada” para “liberada”.

De acordo com o governo, o bloqueio acontece de forma preventiva. Pessoas inelegíveis e que já contestaram antes não poderão contestar novamente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos