Auxílio Emergencial: pais solteiros receberão restituição de até R$ 3 mil

·2 min de leitura
Auxílio Emergencial: pais solteiros receberão restituição de até R$ 3 mil .
Auxílio Emergencial: pais solteiros receberão restituição de até R$ 3 mil
  • Restituição do Auxílio Emergencial deve beneficiar mais de 1 milhão de famílias;

  • O valor visa equiparar a quantia recebida por mães solteiras entre de abril e agosto de 2020;

  • O montante a ser repassado é determinado pelo número de meses que homens chefes de família receberam cota simples entre abril e agosto de 2020.

Uma cota extra do Auxílio Emergencial será destinada a pais solteiros ou chefes de família que criam os filhos sozinhos, sem companheira ou companheiro. A prestação extraordinária será correspondente a até cinco parcelas de R $600,00. Segundo o Ministério da Cidadania, o valor está previsto para ser repassado no início deste ano e deverá beneficiar mais de 1 milhão de famílias. 

O número de parcelas de R$ 600,00 a ser recebido é equivalente ao mesmo valor pago a mães solteiras entre abril e agosto de 2020, podendo assim atingir o montante de R$ 3 mil. A ideia é equiparar retroativamente a quantia recebida por pais solteiros beneficiados pelo Auxílio Emergencial no mesmo período.  

De acordo com a regulamentação do pagamento, são considerados pais solteiros: homens que são os únicos provedores de grupo familiar, sem cônjuge, companheira ou companheiro, sendo responsáveis financeiros por pelo menos uma pessoa menor de 18 anos.   

A seleção para o recebimento será feita de forma automática, desde que o cadastro esteja enquadrado nos seguintes quesitos: 

  • pais solteiros que receberam cota simples (R$ 600) entre abril e agosto de 2020;

  • os responsáveis familiares elegíveis à cota simples (R$ 600) incluídos em famílias cadastradas no Cadastro Único, conforme a base de dados de 2 abril de 2020;

  • os demais beneficiários elegíveis com cota simples inscritos via plataformas da Caixa, desde que não exista outra pessoa no mesmo grupo familiar que tenha se declarado como chefe de família.

Para saber se terá direito aos valores, o interessado pode acessar o aplicativo ou o site do Auxílio Emergencial. É necessário informar CPF, nome completo e nome da mãe. A data de nascimento também deve ser preenchida.

Casos especiais

Apesar de encerrado em outubro, o pagamento das parcelas do Auxílio Emergencial ainda está acontecendo para casos especiais. Foi o caso do pagamento retroativo dado em dezembro àqueles que tiveram o pagamento cancelado erroneamente.

É também o caso de mais outras duas parcelas que devem ser pagas neste ano, apesar de não terem datas definidas. O pagamento deve ser dado a pais solteiros que não foram incluídos na cota extra do auxílio.

Em 2020 o presidente Jair Bolsonaro optou por excluir os homens como chefe de famílias aptos a receber o pagamento. Por conta disso, apenas as mães solo receberam o valor dobrado de R$ 1.200.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos