Avô deixa menina de 5 anos sozinha no deserto do Arizona com uma arma

Por David Schwartz PHOENIX (Reuters) - Um homem do Arizona foi preso sob acusação de deixar sua neta de 5 anos sozinha no deserto com uma arma carregada e a instrução de "atirar em qualquer homem mau", informaram autoridades na segunda-feira. Paul Armand Rater, de 53 anos, foi levado para uma prisão de Phoenix, no Arizona, sob as acusações de abuso infantil e de colocar uma criança em risco devido ao incidente da noite de domingo. Policiais disseram que ele e a criança saíram de casa, em Buckeye, a cerca de 48 quilômetros de Phoenix, em uma caminhonete na tarde de domingo, e que a menina foi considerada desaparecida quatro horas depois. A criança foi localizada no deserto pela mãe e um bombeiro que estava fora de serviço. A criança estava segurando a pistola. "Ela recebeu a arma e foi dita para atirar em qualquer homem mau", disse por telefone o xerife do condado de Maricopa, Joe Arpaio, à Reuters. "Não sei como uma criança de 5 anos consegue distinguir um homem bom de um homem mau, mas é o que ela disse". Rater foi localizado em uma loja, onde disse aos delegados que o veículo quebrou e que deixou a menina embaixo de uma árvore no deserto porque ela reclamava que não podia andar mais, de acordo com registros do condado. Ele admitiu que deixou a menina com sua arma, "enquanto saiu para alguns drinques e um cheeseburger", informou o gabinete o do xerife. A menina foi levada de volta à mãe e autoridades do serviço estadual de proteção à criança foram alertadas, de acordo com o escritório do xerife.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos