Avalanche mata três pessoas no Ártico russo

·1 minuto de leitura
Equipes de resgate russas trabalhando no local da avalanche perto de Norilsk em 9 de janeiro de 2020

Uma avalanche em uma estação de esqui no Ártico russo, em Norilsk, deixou três mortos, membros de uma mesma família, e um ferido, informaram as autoridades.

"Os corpos de uma mulher de 38 anos, de seu filho de um ano e meio e de seu marido de 45 anos foram encontrados", informou em um comunicado o Comitê de Investigação, responsável pelas principais investigações criminais na Rússia.

O órgão acrescentou que um jovem de 14 anos "com ferimentos graves" foi encontrado vivo, na neve, e levado ao hospital.

Sofrendo queimaduras de gelo e hipotermia, ele foi internado em terapia intensiva segundo o Ministério da Saúde local, citado pela agência de notícias TASS.

A tragédia aconteceu às 00h30 (16h30 de sexta-feira no horário de Brasília), em uma estação de esqui a nordeste de Norilsk, uma cidade industrial com condições climáticas extremas localizada acima do Círculo Polar, a 2.900 quilômetros de Moscou.

Quatro edifícios foram enterrados na neve, de acordo com o Comitê de Investigação.

Um socorristas voluntário disse que apenas uma família de quatro pessoas - a do responsável pelos teleféricos - estava de férias no local.

"Passamos por uma nevasca muito violenta, então havia poucas pessoas na estação hoje", disse o voluntário no canal Rossiïa-24.

No início da tarde, os serviços de resgate locais informaram que a operação de resgate havia terminado.

Um total de 242 socorristas e 29 dispositivos foram implantados no local, de acordo com as autoridades.

Um vídeo divulgado pelo Ministério de Situações de Emergência mostra equipes de resgate removendo a neve de um prédio totalmente coberto pela avalanche.

Um dia de luto foi decretado no domingo em Norilsk e uma investigação foi aberta.

rco/apo/at/mr