Avaliação negativa de Bolsonaro segue em ascensão e chega a 54%, diz XP-Ipesp

·1 minuto de leitura
Brazil's President Jair Bolsonaro attends a ceremony presenting a program to restart tourism, amid the COVID-19 pandemic, at Planalto Palace in Brasilia, Brazil, Tuesday, Nov. 11, 2020. (AP Photo/Eraldo Peres)w
Foto: AP Photo/Eraldo Peres)
  • Em julho, pesquisa apontou para 52% de desaprovação

  • Caiu também taxas de avaliação positivas

  • Principal influência é economia

Em agosto, a pesquisa XP-Ipesp revela que a aprovação do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) segue em queda. Nesta rodada, 54% dos entrevistados classificaram o governo como “ruim” ou “péssimo”, contra 52% em julho.

Já a parcela de entrevistados que avalia o governo como “regular” caiu de 25% em julho para 23% este mês. Caiu também a proporção daqueles que consideram o atual governo como “bom” ou “ótimo”: foi de 21% para 20%. Outros 2% não opinaram.

Leia também:

Foram mil entrevistas realizadas entre 11 a 14 de agosto, com abrangência nacional. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

Um dos pontos de insatisfação é com a economia. Entre os entrevistados, 63% responderam em agosto que acreditam que esta área está sendo mal conduzida, contra 59% em maio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos