AVC hemorrágico é menos comum, porém mais letal; problema causou a morte de Tom Veiga

Evelin Azevedo
·2 minuto de leitura
Foto: reprodução
Foto: reprodução

Um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico foi a causa da morte do ator Tom Veiga, a voz por trás do personagem Louro José, do “Mais você”. No caso dele, o problema foi provocado pelo rompimento de um aneurisma, que ocorre quando uma parte de uma artéria se dilata além do comum. O esticamento do tecido deixa a parede do vaso sanguíneo mais frágil, aumentando o risco de ele se romper; e, quando isso ocorre dentro do cérebro, acontece o chamado derrame cerebral.

— O aneurisma pode ser congênito, ou seja, o paciente nasce com maior chance de desenvolvê-lo. No entanto, hábitos de vida como alimentação com muito sal, tabagismo, sedentarismo e também descontrole da pressão arterial podem facilitar o rompimento do aneurisma — afirma Emilton Lima Jr., médico responsável pelo ambulatório de hipertensão resistente e cardiometabolismo do Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná.

Uma das maneiras de evitar o AVC hemorrágico é adotando um estilo de vida mais saudável — diminuindo o sal da comida, alimentando-se de pratos mais saudáveis, fazendo exercícios físicos e deixando de fumar — e controlando a pressão arterial e o diabetes.

— O brasileiro consome cerca de 12g de sal por dia, quando o máximo é de 6g diários. Então, estamos com mais riscos — diz o cardiologista.

O AVC hemorrágico, apesar de menos comum — ele representa 15% de todos os casos de AVC, segundo o Ministério da Saúde —, costuma ser mais grave e letal que o isquêmico (quando a artéria cerebral fica obstruída). Além de deixar de irrigar o cérebro com o sangue, o líquido entra em contato com o tecido cerebral, aumentando a pressão dentro do crânio.

— O sangue é feito para circular dentro de artérias e veiras. Quando ele extravasa, começa a criar uma irritação no cérebro, provocando um edema (inchaço) e aumentado a pressão intracraniana — explica André Lima, neurologista da Clinica Neurovida.

O AVC hemorrágico não costuma apresentar sintomas prévios. No entanto, quando sinais como forte dor de cabeça, desorientação e desmaio aparecem, é importante procurar imediatamente um atendimento médico. Quanto mais cedo o paciente receber o tratamento, menores são as chances de óbito.