Trump telefona e parabeniza Putin pela reeleição

Moscou, 20 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ligou nesta terça-feira para o presidente da Rússia, Vladimir Putin para parabenizá-lo pela reeleição conquistada no domingo passado.

"Deram especial atenção à preparação de um possível encontro a alto nível", informou o Kremlin em comunicado.

Os dois falaram das agendas bilateral e internacional, incluindo a necessidade de conseguir avanços urgentes na resolução dos conflitos na Síria e na Ucrânia, informou o Kremlin.

"Os líderes se pronunciaram a favor do desenvolvimento de uma cooperação prática em diferentes esferas, o que inclui a necessidade de garantir a estabilidade estratégica e a luta contra o terrorismo internacional", afirma.

E, em particular, "ressaltou a importância de coordenar os esforços para evitar uma corrida armamentista", acrescentou.

Quanto à crise norte-coreana, Putin e Trump expressaram satisfação pela "certa redução da tensão" ocorrida na península e consideraram conveniente prosseguir com os esforços para solucionar o problema "meios pacíficos e diplomáticos".

Os líderes também trocaram opiniões sobre "cooperação econômica" e mostraram interesse na ativação dos intercâmbios comerciais.

"Em geral, a conversa teve um caráter construtivo e esteve dedicada a superar os problemas que foram acumulados nas relações russo-americanas", aponta a nota oficial.

Trump foi um dos últimos líderes de potências mundiais a felicitar Putin pela sua histórica vitória nas eleições presidenciais de domingo, quando foi reeleito para um quarto mandato de seis anos com mais de 76% dos votos.

Quem ainda não felicitou Putin foi a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, que acusou Moscou de estar por trás do envenenamento do ex-espião Sergei Skirpal e sua filha. EFE