Avião com 22 pessoas a bordo desaparece no Nepal

Um pequeno avião, com 22 pessoas a bordo, voando numa rota turística popular, desapareceu nas montanhas do Nepal, duzentos quilómetros a leste de Katmandu

O voo, que tinha uma duração prevista de 15 minutos, era operado pela companhia Tara Air e fazia a ligação entre as cidades de Pokhara e Jomsom.

O aparelho perdeu o contacto com a torre de controlo logo após a descolagem.

Havia seis estrangeiros a bordo do avião - quatro indianos e dois alemães -, disse à Reuters um oficial da polícia, sob condição de anonimato.

Esta é uma rota popular entre os estrangeiros que fazem caminhadas nas trilhas das montanhas e também entre os peregrinos indianos e nepaleses que visitam o venerado templo de Muktinath.

Os aviões nessa rota voam entre montanhas antes de aterrarem num vale.

Tem chovido na área nos últimos dias, mas os voos têm funcionado normalmente.

Mas os acidentes aéreos são frequentes na região.

Em 2016, uma Tara Airlines Twin Otter voando na mesma rota despenhou-se após a descolagem, matando as 23 pessoas a bordo.

Em 2014, um avião da Nepal Airlines, voando de Pokhara para Jumla, despenhou-se, matando todas as 18 pessoas a bordo.

Em 2012, um avião da Agni Air também voando de Pokhara para Jomsom despenhou-se, matando 15 pessoas; seis sobreviveram.

Também em Katmandu, em 2018, um avião de passageiros US-Bangla do Bangladesh despenhou-se ao aterrar, matando 49 das 71 pessoas a bordo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos