Avião em que Marília Mendonça viajava pertenceu a dupla Henrique & Juliano, diz assessoria da cantora

·1 min de leitura

A assessoria de imprensa da cantora Marília Mendonça, que foi vítima de um acidente aéreo na última sexta-feira, dia 5, divulgou algumas informações sobre a tragédia nesta segunda-feira. Segundo a equipe, o avião em que a artista viajava pertenceu a dupla Henrique e Juliano antes de ser vendido à empresa PEC Táxi Aéreo.

"Aeronave: Henrique & Juliano venderam a aeronave de modelo C90A, número de série LJ-1078, pouso convencional 2 motores turbo-hélice em 09 de julho de 2020 para empresa PEC TÁXI AEREO. É possível consultar o cadastro no registro aeronáutico brasileiro", informa a nota da assessoria.

Saiba mais:

Representantes do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 6), de Brasília, foram até a sede da PEC táxi aéreo, em Goiânia, coletar documentos sobre manutenção do avião. Registros operacionais dos tripulantes, além de amostra de combustível do caminhão reabastecedor, também foram recolhidos, diz o Cenipa.

Um dos maiores nomes da músical atual brasileira, Marília estava retomando as agendas presenciais de shows e se apresentaria em Caratinga, em Minas Gerais, na noite de sexta. Além dela, seu tio e assessor, Abicieli Silveira Dias, o piloto Geraldo Martins de Medeiros Júnior, o copiloto Tarciso Pessoa Viana, e o produtor Henrique Bahia também foram vítimas da tragédia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos