Aviões americanos ainda podem sobrevoar a Rússia, diz Moscou

Companhias aéreas americanas continuam autorizadas a sobrevoar o espaço aéreo russo, diz Moscou

As companhias aéreas americanas continuam autorizadas a sobrevoar o espaço aéreo russo - garantiu nesta quarta-feira (18) o Ministério russo dos Transportes, apesar do fim do acordo entre Moscou e Washington sobre corredores aéreos.

"O Ministério dos Transportes da Federação da Rússia confirma que os voos das companhias aéreas americanas sobre o território russo continuam estando autorizados, segundo o esquema existente, até que se realizem novas negociações", declarou à AFP o porta-voz do Ministério Timur Jikmatov.

Dezenas de voos comerciais americanos atravessam todos os dias o espaço aéreo russo para chegar mais rápido a seus destinos na Ásia. O acordo entre os dois países que permite esses sobrevoos expirou na terça-feira, às 20h59 (horário de Brasília).

"Esta semana, enviamos para nossos pares americanos uma proposta de negociação sobre essa questão. Ainda não se acordou a data das negociações. Esperamos uma resposta dos nossos colegas americanos", acrescentou.

Na terça-feira, o Departamento de Estado anunciou que as companhias americanas começaram a desviar seus aviões do espaço aéreo russo algumas horas antes do fim do acordo.

Segundo a porta-voz da diplomacia americana, Heather Nauert, responsáveis pela Aviação civil russa participariam esta semana de negociações no Departamento de Estado em Washington, mas anularam sua visita sem indicar o motivo.

Os bombardeios aéreos americanos, franceses e britânicos do fim de semana passado contra instalações militares na Síria provocaram a irritação de Moscou, que já tentou tentou usar os corredores aéreos como pressão no passado.