Avião que caiu com Marília Mendonça não tem caixa-preta, diz Cenipa

·2 min de leitura
Avião Beechcraft C-90A que levava a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas, todos mortos no acidente ocorrido perto de Caratinga (MG) na sexta (5) - Reprodução/Band
Avião Beechcraft C-90A que levava a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas, todos mortos no acidente ocorrido perto de Caratinga (MG) na sexta (5) - Reprodução/Band
  • A aeronave que caiu com a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas não tem caixa-preta

  • A informação é do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos

  • Marília morreu aos 26 anos e estava a caminho de um show em Piedade de Caratinga (MG)

A aeronave que caiu com a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas não tem caixa-preta, informou no último sábado (6) o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), órgão ligado à Força Aérea Brasileira (FAB) designado para apurar o que provocou a tragédia.

Segundo o Cenipa, na aeronave foi encontrado um spot geolocalizador para ser confrontado com o plano de voo, o que poderá ajudar a entender as causas do acidente que aconteceu na tarde de sexta-feira, próximo a Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais.

Todas as evidências que podem ser usadas na investigação já foram retiradas da aeronave e os peritos não vão mais entrar no avião, informou o portal G1. O Cenipa aguarda a remoção dos destroços, que deve ser feita pela PEC Táxi Aéreo para que outra parte da perícia aconteça.

O avião deve ser retirado do local neste domingo e levado para o aeroporto em que deveria ter pousado, na cidade de Ubaporanga, que fica a cerca de 2km do local do acidente.

O ACIDENTE

A aeronave alugada pela cantora caiu em Piedade de Caratinga, a 309 quilômetros de Belo Horizonte, e tinha a matrícula PT-ONJ. Segundo a Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), o bimotor atingiu um cabo de uma torre de alta tensão antes de cair.

Além de Marília, todos que estavam juntos morreram e tiveram seus corpos retirados da aeronave. A sertaneja estava acompanhada do produtor, assessor, piloto e copiloto.

Os bombeiros tiveram dificuldade no resgate por conta das pedras escorregadias. É uma região de mata e com cachoeiras. Segundo informação da equipe local de socorristas, o tanque de combustível teria vazado e se espalhado, mas levado pela correnteza sem chance de incêndio.

A aeronave estava em situação regular e tinha autorização para circulação de Taxi aéreo, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

"Na ação inicial os investigadores identificam indícios, fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, ouvem relatos de testemunhas, reúnem documentos, etc. Não existe um tempo previsto para essa atividade ocorrer, dependendo sempre da complexidade da ocorrência", afirmou a Aeronáutica, em nota.

Marilia deixa um filho de 1 ano e 10 meses chamado Léo. O bebê nasceu em dezembro de 2019 e a cantora passou três meses afastada dos palcos para cuidar da criança. Em março, ela voltou com a turnê "Todos os Cantos", mas precisou interromper os shows por causa da pandemia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos