Avião que caiu na China foi derrubado intencionalmente por alguém na cabine

A investigação sobre a queda do avião mudou o foco para os pilotos, pois
A investigação sobre a queda do avião mudou o foco para os pilotos, pois "alguém do avião poderia ter invadido a cabine e o derrubado", segundo a fonte ouvida pelo Wall Street Journal (Foto: Lu Boan/Xinhua via Getty Images)

O avião que caiu na China em março deste ano foi derrubado intencionalmente por alguém presente na cabine controladora do voo, segundo fontes que tiveram acesso à análise preliminar do incidente. A informação foi divulgada nesta terça-feira (17) pelo jornal "Wall Street Journal",

O Boeing 737-800 caiu com 132 pessoas a bordo em uma área montanhosa do sul da China. O avião da China Eastern Airlines, o voo MU5735, caiu em uma montanha de Wuzhou, quando viajava entre Kunming (sudoeste) e Cantão (sul).

Segundo o jornal, daodos de uma caixa preta recuperada no acidente sugerem que "entradas nos controles empurraram o avião para o mergulho fatal". Ou seja, algum comando para que o avião "mergulhasse" foi dado por alguém na cabine do avião.

Ainda segundo o jornal, a investigação sobre a queda do avião mudou o foco para os pilotos, pois "alguém do avião poderia ter invadido a cabine e o derrubado", segundo a fonte ouvida pelo Wall Street Journal.

Caixa-preta do avião

Uma das caixas-pretas do Boeing 737-800 da Eastern China Airlines foi recuperada por forças de resgate que fazem as buscas no local do acidente, foi o que informou nesta quarta-feira (23) a Administração da Aviação Civil da China (CAAC).

A aeronave estava equipada com duas caixas-pretas: uma na parte posterior da cabine de passageiros, que registra os dados do voo, e outra na cabine de comando, que tem um gravador incorporado.

Apesar de ter sido encontrada, a porta-voz da CAAC, Liu Lusong, informou que o estado da caixa-preta, no entanto, é ruim.

"Uma caixa-preta do voo da MU5735 da China Eastern Airlines foi encontrada em 23 de março, mas ela está muito danificada, e não sabemos ainda se se trata da caixa-preta que gravou as conversas entre o piloto e a torre de controle", disse Lusong.

O Boeing, com 132 pessoas a bordo, entre elas nove tripulantes, decolou de Kunming (sudoeste) e seguia para Cantão (sul), no entanto, caiu em Guangxi, uma região montanhosa no sul da China, após uma descida misteriosa na vertical.

Nenhum sobrevivente foi encontrado no local das buscas. Autoridades disseram que o estado da aeronave, que se desintegrou na queda, deve complicar muito as investigações sobre a causa do acidente. O choque do avião com o solo provocou um incêndio na área da queda.

Até agora, a agência de aviação civil não esclareceu se houve algum diálogo dos pilotos com a torre de comunicação antes da queda. Segundo o site FlightRadar24, que monitora voos em todo o mundo, o avião perdeu contato com as torres quando sobrevoava a cidade de Wuzhou, também no sul do país. O voo fazia a rota entre as cidades de Kunming e Guangzhou, e não havia estrangeiros entre os passageiros e tripulantes.

O Boeing 737-800, operava havia seis anos e tinha bom histórico de segurança de voo, também de acordo com o FlightRadar24. A Boeing informou que está coletando mais informações com autoridades locais para iniciar uma investigação sobre o caso. A imprensa estatal chinesa informou que a companhia aérea suspendeu os voos com o mesmo modelo de aeronave.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos