Axel Grael aposta em obras para aquecer economia de Niterói em 2022

·5 min de leitura

NITERÓI — O prefeito Axel Grael tem muitos números na cabeça, de detalhes de projetos a índices de vacinação. Para o ano novo, o número mais alto são os R$ 2 bilhões de investimentos diretos da prefeitura, recém-anunciados. Em conversa com O GLOBO-Niterói, Axel disse que foram cumpridas 81% das 184 metas do governo para este ano e que a maior parte dos recursos em 2022 vai para obras, a fim de criar empregos e alavancar a economia.

VACINAÇÃO

“Em 2021, o maior desafio foi enfrentar a pandemia. O mundo todo passou por isso. Já vínhamos fazendo o enfrentamento, mas foi a partir do começo deste ano que começamos o processo de imunização da população. Um desafio grande, porque dependíamos dos repasses do Ministério da Saúde. Conduzimos bem esse processo; Niterói tem um dos maiores percentuais de proteção do país. Tivemos todos os cuidados nos momentos mais críticos, tomando medidas restritivas, quando necessário, além de estruturar o Hospital Oceânico e preparar a retaguarda hospitalar.”

VARIANTES

“Vemos com preocupação o que acontece nos outros países. Apesar do avanço da nossa campanha de vacinação, ainda temos que manter cuidados.”

AUXÍLIO FINANCEIRO

“Fizemos o Renda Básica Temporária, para ajudar as famílias que mais precisam neste momento. Fizemos busca ativa, apoiamos famílias com filhos na rede municipal de educação. Também demos apoio às empresas com o Empresa Cidadã, arcando com salários para evitar demissões; e o Supera Mais, que visava o capital de giro.”

ECONOMIA

“Anunciei R$ 2 bilhões de investimentos diretos. A maior parte é para obras, que geram empregos rápido. O planejamento para a retomada é com iniciativas da prefeitura e da sociedade. Conversamos com vários setores. No empresarial, só a construção civil tem expectativa de R$ 4 bilhões de investimentos nos próximos anos. O plano com a Águas de Niterói pode chegar a R$ 1 bilhão. Queremos trazer investimentos na área de tecnologia da informação, start-ups.”

SOCIAL

“Estamos em uma transição do Renda Básica para a moeda Araribóia, apostando na economia solidária, para que esses recursos beneficiem famílias cadastradas e outras pessoas, já que a moeda vai circular. Temos 1.600 atividades cadastradas agora e pretendemos chegar a 5 mil no final de janeiro. Avançamos na pavimentação e drenagem na Região Oceânica e em Pendotiba; o Parque Orla Piratininga está avançando. A cidade não parou.

CENTRO

“Vamos requalificar a Avenida Rio Branco do Mercado de Peixe até o Forte Gragoatá e fazer o parque esportivo da Concha Acústica, além de melhorias importantes na Amaral Peixoto.”

ORLA E CICLOVIAS

“Está em andamento a implantação de 60 quilômetros de ciclovias na Região Oceânica. Já superamos 50 quilômetros, e a meta é de 100. A nova Alameda terá ciclovias nos dois sentidos. Estamos resolvendo a licitação para fazer a restauração do calçadão de Piratininga. E tem as obras do Viradouro, com implantação da plataforma digital e urbanização na comunidade e no Morro da União. Essas intervenções estão bem avançadas, com previsão de conclusão em agosto. Teremos ainda a urbanização da orla de Charitas.”

OSs NOS HOSPITAIS

“Isso está em discussão. Temos um quantidade grande de hospitais para uma cidade de 500 mil habitantes. Estamos avaliando o modelo de gestão hospitalar. Temos mantido um diálogo permanente com vários setores. Tivemos reunião com servidores da saúde. A obra da maternidade Alzira Reis está em andamento, e vai aumentar sua capacidade em 30%. Começou em agosto e deve durar um ano.”

MAIS GUARDAS

“Resolvemos o impasse jurídico. Chamaremos concursados para chegar ao limite da legislação vigente (mil guardas) de forma gradativa.”

CULTURA

“A recuperação do Cinema Icaraí, da Ilha da Boa Viagem e da Casa Norival de Freitas começarão em 2022. Também avançamos no projeto do Museu do Cinema, no Reserva Cultural, e vamos implantar o primeiro centro cultural da Zona Norte, na Alameda, que está na fase final da conclusão da desapropriação do imóvel.”

CARNAVAL

“As escolas que desfilam no Rio terão apoio da prefeitura, a princípio, com valores iguais aos de 2020, mas estamos discutindo ainda. Também vamos apoiar as escolas que desfilam em Niterói. Vamos manter o evento, mas ainda vamos nos reunir para definir como será. O que depende da questão sanitária da cidade é o carnaval de rua. Acreditamos que temos como controlar o passaporte da vacina nos desfiles das escolas na Rua da Conceição. O mais difícil é o controle dos blocos.”

PETRÓLEO

“Niterói é uma das poucas cidades do Brasil com fundo soberano, feito para socorrer a cidade em situações de emergência, como a Covid. Vamos repor os valores usados.”

LAGOA DE ITAIPU

“A carta (projeto de novo zoneamento urbano) inova pouco e corrige situações que precisam de ajustes e causam dúvidas. Esse gabarito (de seis andares) já existe. O que deixamos claro é que isso está limitado pela faixa marginal de proteção. A Lagoa de Itaipu não está em risco com o que está sendo apresentado.”

DESPOLUIÇÃO

“Definimos a empresa que fará o projeto executivo no Canal de Itaipu e estamos preparando um para o Canal do Camboatá. E estamos implementando testes para resolver o tratamento do lodo no fundo da Lagoa de Piratininga. A intensificação do trabalho vai fazer com que a gente tenha os avanços de que precisa para atingir nossas metas nas lagoas.”

MEIO AMBIENTE

“Niterói é a primeira cidade do Brasil a criar uma Secretaria do Clima para ter uma política de prevenção e adaptação às mudanças climáticas, com educação climática.”

ÔNIBUS ELÉTRICO

“É um avanço muito grande como alternativa de mobilidade na cidade, porque tem custo inicial maior que o ônibus comum mas tem duração muito maior e custo operacional baixo, além do aspecto ambiental: ele não tem emissões. Estamos testando e vamos modelar a forma de aquisição desses ônibus. A intenção é comprar 40, o correspondente a 5% da frota. Não sei se será possível no ano que vem, estamos vendo. A disponibilidade deles não é tão grande.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos