Azul relata problema em voos por novos casos de Covid e influenza

·2 min de leitura
Comunicado emitido pela Azul ressalta que tais casos estão
Comunicado emitido pela Azul ressalta que tais casos estão "afetando diversos setores da economia, não só no Brasil, mas em outros países" (Getty Images)
  • Brasil registrou 27,5 mil novos casos de Covid nas últimas 24 horas

  • Azul pede, em comunicado interno, que funcionários sigam se vacinando

  • Questão global: mais de 3,6 mil voos foram cancelados somente no dia 2 de janeiro

Um "velho-novo" problema voltou a tirar o sono das companhias aéreas do Brasil. O aumento de casos de COVID-19 e também da influenza está começando a impactar voos e operações da Azul - líder em transportes de passageiros no Brasil nos últimos 12 meses, segundo dados da Anac (Agência Nacional de Transporte Aéreo). Em meio ao avanço da variante ômicron, nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 27,5 mil novos casos de Covid, aumentando sua média móvel para 12,3 mil por dia.

Leia também:

Reacomodação de passageiros

De acordo com dados obtidos pelo G1, da Globo, pelo menos 17 voos sofreram algum tipo de alteração no número de passageiros - por conta da baixa quantidade de tripulantes, que precisaram ser afastados e/ou mantidos em isolamento. No total destes voos, foi necessário reacomodar cerca de 250 passageiros - os aviões modelo Airbus A320, que segundo informe possuem capacidade para 174 passageiros, tiveram que operar com um máximo de 150; enquanto os modelos Embraer E-195, que conseguem levar 118, viajavam com um limite de 100.

Comunicado da Azul

Segundo o comunicado que foi distribuído aos funcionários da Azul, e que o G1 teve acesso, a empresa pede que todos sigam se vacinando e tomando medidas de proteção. "Nos últimos dias, começamos a ser afetados por um alto número de dispensas médicas, tanto no grupo de voo quanto em nossos times de solo, Azulcenter [central de atendimento da empresa] e demais áreas administrativas. Por conta disso, os próximos dias serão mais desafiadores para nossa operação como um todo e já começamos a realizar alguns ajustes para enfrentar essa situação".

Gol e Latam em alerta

Com 100% de seus colaboradores vacinados, a Gol disse ao G1 que "houve nos últimos dias um aumento dos casos positivos entre colaboradores, mas nenhum voo foi cancelado ou sofreu alteração significativa por este motivo". A Latam, por sua vez, disse que "ainda não foi necessário alterar seus voos diante do aumento no número de casos de Covid e de influenza na população brasileira".

Questão global

De acordo com o famoso site FlightAware, maior plataforma de rastreamento de voos do mundo, mais de 3,6 mil voos foram cancelados somente no dia 2 de janeiro. E o principal motivo para isso foi justamente o alto número de infectados com COVID-19 - em sua maioria, comissários de bordo, pilotos e funcionários em geral, que foram impossibilitados de trabalhar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos