Azul vai ter voos de Congonhas para 6 cidades a partir do final de março

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia aérea Azul anunciou nesta segunda-feira que vai iniciar suas operações ampliadas no aeroporto de Congonhas no final de março, com voos da cidade de São Paulo para cinco capitais e Brasília.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) ampliou os slots da Azul em Congonhas este mês e com isso a companhia aérea, vai elevar os horários de pousos e decolagens de 41 para 84 movimentos por dia no aeroporto.

A empresa já havia informado mais cedo neste mês que lançaria a operação ampliada no principal aeroporto do país. Na ocasião, o presidente-executivo, John Rodgerson, comentou que o total de slots em Congonhas será responsável por cerca de 10% dos voos diários da companhia no Brasil.

As cidades a serem operadas pela Azul de Congonhas a partir de março serão Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Recife e Rio de Janeiro, além de Brasília, esta uma rota inédita para a empresa.

"Constatamos que a nossa entrada na ponte aérea (Rio-São Paulo) em 2019 reduziu o preço médio da tarifa e aumentou as opções de voo. Essa expansão significante agora irá mais uma vez beneficiar nossos clientes como um todo”, disse Fábio Campos, diretor de relações institucionais da Azul, em comunicado à imprensa.

A Azul afirmou que vai atuar em Congonhas principalmente com jatos Airbus A320 neo e aeronaves da Embraer.

A companhia terá cinco voos diários saindo de Congonhas para Santos Dumont (RJ) e seis saindo deste aeroporto para o terminal paulistano. Além disso, a Azul vai operar quatro voos diários de Congonhas para Confins (MG), quatro para Recife, quatro para Brasília, cinco para Porto Alegre e 1 para Curitiba.

Segundo a Azul, Congonhas vai ampliar o número de pousos e decolagens de 41 operações por hora para 44 movimentos a partir de 26 de março, num total de 582 voos comerciais por dia. O aeroporto já operou anteriormente com 52 movimentos por hora, afirmou a empresa.