Homem ateia fogo em si mesmo perto de aeroporto de Bangladesh

Daca, 24 mar (EFE).- Um agressor suicida morreu nesta sexta-feira após atear fogo em si mesmo no posto de controle das forças de segurança de Bangladesh, que dá acesso ao aeroporto internacional Hazrat Shahjalal, em Daca, informou à Agência Efe uma fonte oficial.

O ataque aconteceu por volta das 19h local (10h, em Brasília), quando o suposto insurgente detonou os explosivos que levava consigo no posto de segurança, situado a cerca de 200 metros do terminal principal, indicou o chefe da delegacia do aeroporto, Nour Alam Mia.

Nenhum dos agentes das forças de segurança destacados no local sofreu ferimentos na explosão, segundo a fonte.

Na sexta-feira, outro agressor suicida se ateou fogo no interior de um acampamento do corpo policial de elite Batalhão de Ação Rápida situado cerca de 500 metros do aeroporto da capital, um atentado no qual dois policiais ficaram feridos.

Os atentados ocorrem após vários meses de relativa calma em Bangladesh em meio a uma ampla campanha antiterrorista lançada pelas autoridades após o ataque a um restaurante de Daca que em julho deixou 22 mortos, a maioria estrangeiros.

O ataque ao local na capital, reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), marcou um antes e um depois na onda de atentados de corte islamita no país desde 2013.

Até o julho, quando cessaram os assassinatos, cerca de 70 blogueiros, intelectuais, membros de minorias religiosas e estrangeiros tinham morrido nestes atentados.

O governo aponta como responsáveis os grupos locais Novo Jamaatul Mujahideen Bangladesh (JMB) e Ansarullah Bangla Team (ABT), vinculado com a ramo da Al Qaeda no subcontinente indiano, além de o principal partido islâmico do país, o Jamaat el Islami, que se encontra em processo de ilegalidade. EFE