Conselho de Segurança da ONU amplia mandato de sua missão na RD do Congo

Nações Unidas, 27 mar (EFE).- O Conselho de Segurança da ONU estendeu nesta terça-feira até março de 2019 o mandato de sua missão na República Democrática (RD) do Congo, a que utiliza o maior número de "capacetes azuis".

A resolução foi aprovada unanimemente pelos 15 países representados no Conselho de Segurança, e acontece meses antes das eleições presidenciais que serão realizadas no país em dezembro.

O texto lembra que a missão da ONU no país, conhecida pela sigla Monusco, tem entre as suas funções a de proteger os civis da violência causada pela ação de grupos armados e milícias locais.

A resolução também encarrega à missão proporcionar apoio para o processo eleitoral definido nos acordos assinados em 31 de dezembro de 2016, assim como a prestar assistência ao governo congolês para a desmobilização dos grupos armados.

A missão da ONU na RD do Congo está funcionando desde 2010 e é a maior das 15 operações de paz que as Nações Unidas mantêm atualmente.

A Monusco é integrada por cerca de 20 mil pessoas, das quais por volta de 18 mil são militares e policiais, e conta com um orçamento de aproximadamente US$ 1,141 bilhão. EFE