Bélgica veta viagens vindas do Reino Unido com medo de mutação do coronavírus

·1 minuto de leitura
A Virgin Atlantic aircraft comes in to land at Heathrow Airport, in London May 26, 2009. Privately-owned airline Virgin Atlantic said yearly profits nearly doubled, but warned the weak economic environment would make it "almost impossible" for airlines to make a profit in the current year. REUTERS/Luke MacGregor (BRITAIN TRANSPORT BUSINESS)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Bélgica anunciou que vai suspender voos e trens vindos do Reino Unido após o governo britânico endurecer o lockdown com medo de uma mutação do novo coronavírus.

O primeiro ministro belga, Alexander de Croo, disse que a restrição terá início à meia-noite deste domingo (20) [20h no horário de Brasília] e deve durar ao menos 24 horas.

Leia também

No sábado (19), o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou o endurecimento das medidas de combate à Covid-19. Segundo Johnson, o motivo para a decisão foi o espalhamento de uma nova variação do vírus, que possui maior facilidade de transmissão entre as pessoas.

As novas medidas impostas pelo governo britânico foram elaboradas a fim de separar a capital e as cidades ao redor dela do resto do Reino Unido. São as ações mais severas que o governo já tomou desde o lockdown nacional que vigorou em março e refletem o medo de que a nova variante pudesse aumentar a transmissão do vírus durante o inverno.

Além da Bélgica, a Holanda também já havia anunciado o veto a viagens vindas vindas do Reino Unido.