Mãe descobre babá eletrônica 'espiã' monitorando seu filho; entenda

·2 min de leitura
Mãe teme que babá eletrônica tenha vigiado seu filho por muito tempo - Foto: Getty Images
Mãe teme que babá eletrônica tenha vigiado seu filho por muito tempo - Foto: Getty Images

Uma mãe escocesa descobriu que seu bebê estava sendo espionado pela babá eletrônica após escutar o aparelho "ninando" o garoto.

Claire Cumming, de 25 anos, afirmou que seu filho Aiden começou a acordar aos gritos, por volta das 2 da manhã, por semanas e sem nenhuma explicação aparente.

Ao The Sun, a jovem afirmou que a criança tem um temperamento feliz e saudável, mas que mudou em questão de semanas. Na ocasião, Claire disse que Aiden evitava até mesmo entrar em seu próprio quarto.

A enfermeira disse que acordou sem querer durante a noite, e começou a escutar um barulho como se alguém pedisse silêncio. Nesta ocasião, ela acreditou que se tratava de um sonho e voltou a dormir.

No entanto, poucos dias depois, ela e seu marido, Jamie, perceberam que o som vinha da babá eletrônica do garoto. Eles escutaram a voz de um homem tentando acalmar Aiden enquanto ele "se debatia em um choro aterrorizado".

A mãe teme que a criança tenha sido observada por muito tempo.

"Isso aconteceu durante muitas semanas. Ele acordava por volta das 2 da manhã, mas não era um choro normal, ele estava completamente aterrorizado", explicou.

"Chegou num ponto em que ele tinha medo demais até para entrar no próprio quarto. Se o Aiden era levado até a cama, ele gritava. Gritava e apontava pra babá eletrônica. Nunca tínhamos entendido até escutarmos a pessoa do outro lado", prosseguiu.

Segundo Claire, após se livrarem do dispositivo, o garoto "milagrosamente" voltou a ter boas noites de sono, e gradualmente passou a brincar no quarto sem grandes problemas.

"Eu me sinto culpada por não ter percebido antes. Desconectamos a babá e em poucas semanas ele parou de chorar", explicou.

"É uma pena não termos nos ligado antes. Nós até tentamos ficar acordados para apanhar quem estava assustando nosso filho, mas não aguentamos e acabamos caindo no sono", completou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos