BaianaSystem ainda não fez live: 'Teríamos que pegar 100 pessoas, testar, botar numa casa de show e filmar'

Luccas Oliveira
·1 minuto de leitura

Um dos poucos grupos de relevância nacional a não fazer lives, o BaianaSystem, que precisou cancelar um show em Londres com Gilberto Gil marcado para agosto, espera a vacina para poder testar o caminho inverso do de costume: levar um disco de estúdio para o palco.

— Até pelo nosso perfil de show, temos outro entendimento da coisa da live. Se fôssemos fazer, teríamos que testar cem pessoas, botar todas elas numa casa de show, fechar e filmar. Enquanto isso, trabalhamos em tempo real nos próximos atos do disco, sentindo e entendendo nosso tempo — explica o cantor e compositor Russo Passapusso.

A banda começa a lançar na sexta-feira, véspera do carnaval, seu novo disco, “OxeAxeExu”, dividido em três atos. O primeiro, “Navio Pirata”, chega ao streaming com sete faixas, entre elas parcerias com BNegão e Céu e com artistas da Tanzânia — os outros dois atos, “Recital instrumental” e América do Sol”, serão lançados em 5 e 26 de março, respectivamente. LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA