Bairros de São Paulo e do Rio têm panelaço antecipado contra Bolsonaro

***ARQUIVO***BRASILIA, DF, 03.03.2020: O presidente Jair Bolsonaro, ao lado da primeira dama Michelle Bolsonaro, do vice presidente Hamilton Mourão, dos ministros Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) e General Braga Netto (Casa Civil), do governador do Pará, Helder Barbalho, durante solenidade de lançamento do Programa Abrace o Marajó, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - São Paulo e Rio de Janeiro tiveram panelaços em protesto contra o presidente Jair Bolsonaro na noite desta terça-feira (17).

A mobilização acontece um dia antes de uma manifestação desse tipo convocada nas redes sociais para a noite desta quarta-feira (18).

Em São Paulo, os panelaços ocorreram em bairros como Consolação, Santa Cecília e Bela Vista, na região central, e Perdizes e Pompeia, na zona oeste. No Rio de Janeiro, houve manifestações no Jardim Botãnico e em Copacabana, na zona sul.

Os panelaços em janelas de apartamentos se tornaram um dos símbolos de protesto contra a então presidente Dilma Rousseff, que sofreu impeachment em 2016.

Nesta terça-feira, foi protocolado na Câmara o primeiro pedido de afastamento de Bolsonaro na Presidência, por ter convocado atos contra o Congresso e o Judiciário no último fim de semana.