Bairros de SP podem registrar temperaturas abaixo de zero nesta terça-feira (20)

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Alguns bairros localizados em regiões mais afastadas do centro expandido e em pontos mais baixos da cidade de São Paulo, como é o caso de Engenheiro Marsilac (zona sul), podem ter temperaturas negativas nesta terça-feira (20). E o frio intenso vai fazer com que a maior parte da capital registre geada no fim da madrugada.

Nesta segunda-feira a temperatura mínima registrada na cidade de São Paulo foi de 8,4ºC, registrada por volta das 7h, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). A aferição foi feita na estação do Mirante de Santana (zona norte), a principal em funcionamento do instituto na capital paulista. Em outra estação do Inmet, esta localizada no Sesc Interlagos, na zona sul, a mínima foi de 5,4°C.

Para esta terça-feira (20), a previsão do Inmet é a de que a capital registre 5ºC, o que, se confirmado, poderá ser recorde neste ano. Até então, o dia mais gelado deste ano foi em 30 de junho, com 6,3ºC, temperatura mais baixa desde 12 de junho de 2016, quando o termômetro acusou 3,5°C.

Diferentemente do Inmet, o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas), da Prefeitura de São Paulo, tem uma rede maior de medidores na capital. São 28 no total. Um deles, localizado em Engenheiro Marsilac registrou mínima de 0,2ºC às 7h20 desta segunda-feira. "Podemos esperar temperaturas abaixo de 0ºC. Se não for negativo, será muito próximo de zero", afirmou o meteorologista do CGE, Thomaz Garcia.

Além de Engenheiro Marsilac, um dos pontos tradicionalmente mais gelados da capital devido à grande presença de vegetação e veios de água, outros extremos da cidade de São Paulo também devem registrar baixas temperaturas, como São Mateus (zona leste), Tremembé, Horto Florestal e Perus (zona norte), e ainda pontos dentro do centro expandido próximos à Marginal Pinheiros.

A situação é reflexo da entrada de um ar polar vindo do sul do continente. Trata-se de uma condição climática parecida com a registrada no final de junho, quando foi registrado recorde de frio na cidade de São Paulo, segundo o meteorologista do CGE.

Essa onda de frio foi a responsável por derrubar as temperaturas no interior do Paraná e Santa Catarina, e agora passa por São Paulo.

Tanto o Inmet quanto o CGE indicam que a capital pode registrar recorde de frio nesta terça-feira. Toda a cidade deverá ter geada. O fenômeno ocorre quando a temperatura cai acentuadamente e a associação de frio com o ar seco não permite a cristalização do orvalho, fazendo com que ele passe do estado gasoso para o sólido instantaneamente.

Além de vegetações diversas -sobretudo as rasteiras como gramados- o fenômeno poderá ser observado em capôs carros e portões de casas nos pontos com frio mais intenso.

Para os próximos dias a previsão é de também dias frios. Como o céu fica claro durante o dia, a umidade relativa do ar deve desabar, ficando abaixo de 20% nos próximos dias. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), o ideal é que esse índice fique acima dos 40%.

Nestes casos, é recomendável que as pessoas evitem exercícios físicos ao ar livre entre às 11h às 15h, bebam bastante água, se protejam do sol em áreas vegetadas e umidifiquem o ambiente com vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos