Baixada vai ter Delegacia de Descoberta de Paradeiros, diz secretário de Polícia Civil

·1 minuto de leitura

Durante reunião da CPI dos Desaparecimentos na Alerj, na última sexta-feira, o secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, afirmou que a Baixada Fluminense vai ganhar uma delegacia especializada em investigações de desaparecimentos, que deverá ser sediada em São João de Meriti.

— Há um compromisso do governador Cláudio Castro que, assim que esse concurso que publicamos o edital formar os novos policiais, (haverá) a abertura de uma delegacia de desaparecidos na Baixada Fluminense. Isso vai ser cumprido.

O secretário também afirmou que a Polícia Civil pretende melhorar o atendimento à população nas delegacias, e que serão implementados totens para atendimento automático nas unidades.

— Acho que quando a gente inaugurar essa delegacia da Baixada e buscar alinhar com os diretores do departamento para que eles passem para seus delegados titulares essa responsabilidade de melhorar o atendimento no plantão, acho que a gente vai caminhar para atender melhor a sociedade — disse.

O desaparecimento deve ser registrado imediatamente em uma unidade policial, não sendo necessário aguardar 24h. Segundo o boletim "Desaparecimentos forçados" da Iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial, com base em dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), de 2003 a junho de 2021, 1,2 milhões de pessoas desapareceram no estado do Rio de Janeiro, 30% delas na Baixada Fluminense.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos