Baixinho Modric diz que determinação e confiança o fizeram crescer no futebol

Por Nick Mulvenney
Modric concede entrevista 14/7/2018 REUTERS/Maxim Shemetov

Por Nick Mulvenney

MOSCOU (Reuters) - O capitão da seleção da Croácia, Luka Modric, disse que determinação e autoconfiança sempre foram mais importantes do que a estatura no futebol, e isso será tão verdadeiro na final da Copa do Mundo como em qualquer outra partida.

Com 1,72 metro e 66 kg, o armador da Croácia pode ser uma figura pequena em campo, mas ele tem poucos rivais quando se trata de habilidade, gerenciamento de jogo e resistência.

No domingo, o vencedor de quatro títulos da Liga dos Campeões com o Real Madrid vai disputar o maior jogo da sua vida contra a França e tamanho será a última coisa em sua mente.

"Eu sempre ignorei essa conversa", disse ele a repórteres na véspera da primeira final de Copa do Mundo de seu país.

"Eu nunca duvidei de mim mesmo, mesmo que os outros o fizessem, eu sempre acreditei que poderia chegar onde estou hoje e, graças a Deus, isso se tornou realidade."

"Você não precisa ser um gigante para jogar futebol, estou feliz com o que sou. Estou feliz com o que sou e nunca me importei com o que os outros disseram, isso só me motivou ainda mais."

A França será a favorita para vencer sua segunda Copa do Mundo no Estádio Luzhniki e a Croácia contará com a capacidade de resistência que mostrou em três prorrogações e duas cobranças de pênaltis em seus jogos eliminatórios.

Muitos desta geração de jogadores croatas cresceram durante a guerra após o desmembramento da Iugoslávia, e isso lhes deu uma resistência mental.

"Eu vi muitas dificuldades em minha vida", acrescentou Modric, que viveu em albergues de refugiados por vários anos quando criança.

"A coisa mais importante é nunca desistir, nunca ceder às circunstâncias, acreditar em si mesmo e não se importar com o que está no seu caminho."

"Há altos e baixos, mas aconteça o que acontecer, você tem que confiar e acreditar em si mesmo", acrescentou.