Bakayoko, do Milan, se pronuncia após ser confundido com criminoso por polícia: 'colocou minha vida em perigo'

No início do mês, Tiémoué Bakayoko, volante do Milan, foi confundido com um suspeito de um crime em Milão e revistado pelas autoridades locais, porém o caso só veio a público na última segunda-feira. O meio campista francês usou as suas redes sociais para se pronunciar pela primeira vez sobre o caso e afirmou que a polícia expôs que cometeram um erro.

— A polícia falou rapidamente que cometeram um erro. Errar é humano, não tem problema nisso, porém o método que foi usado é um problema para mim porque acho que foi mais longe do que deveria. Me encontrei com a arma a um metro de distância, na janela do lado do passageiro, então eles claramente colocaram nossas vidas em perigo — diz o meio campista por meio de seu Instagram.

Bakayoko ainda comenta que os policiais não fizeram uma abordagem mais pacífica e questiona o que teria acontecido caso ele não tivesse sido reconhecido.

— Eles não fizeram uma abordagem digna, apenas pedindo os documentos do veículo. É preciso dizer que no vídeo não se vê tudo, talvez apenas a parte mais calma. Se eu não tivesse a sorte de ter a profissão que eu tenho e ser reconhecido a tempo, quais teriam sido as consequências de tudo isso — questiona Bakayoko.

As autoridades declaram que estavam em busca de um suspeito com uma blusa verde e dirigindo um carro SUV. Bakayoko e seu amigo correspondiam perfeitamente às descrições. Nas redes sociais, muitos julgaram o caso como racismo, mas a polícia rapidamente negou e disse que o os comentários estavam "fora do lugar".

Bakayoko, que está emprestado pelo Chelsea para o Milan, já foi vítima de cânticos racistas dos torcedores da Lazio antes de uma partida, em 2019. O ato se repetiu no jogo entre Milan e Lazio em setembro do ano passado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos