Balanço de mortos em desabamento na Flórida sobe para 20

·1 minuto de leitura
Parte das Champlain Towers South desabou em Surfside, Flórida, enquanto os residentes dormiam nas primeiras horas de 24 de junho de 2021

Duas novas vítimas foram descobertas nos escombros do prédio desabado na Flórida, elevando o número de mortos para 20, com 128 pessoas ainda desaparecidas, disseram as autoridades nesta sexta-feira (2).

"Descobrimos duas novas vítimas na noite passada. Uma dessas vítimas é, infelizmente, a filha de sete anos de um bombeiro da cidade de Miami", disse a prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, durante uma coletiva de imprensa.

"Todas as noites (desde o colapso) foram imensamente difíceis para todos (...) mas a noite passada foi particularmente diferente. Foi realmente diferente e mais difícil para nossos resgatadores", afirmou.

De acordo com o canal de televisão Local 10, o corpo da menina foi entregue ao pai por equipes de resgate que o extraíram dos escombros.

O número de pessoas desaparecidas após a tragédia também caiu de 140 para 128, anunciou Levine Cava.

As esperanças de encontrar pessoas vivas após o colapso em 24 de junho de um bloco de 12 andares do complexo Champlain Towers South, localizado na cidade de Surfside, ao norte de Miami Beach, foram desaparecendo com o passar dos dias.

Um venezuelano e uma uruguaia-venezuelana foram identificados entre os falecidos e pelo menos 29 latino-americanos, da Argentina, Colômbia, Paraguai, Venezuela, Uruguai e Chile estão entre os desaparecidos.

A tempestade tropical Elsa, que se fortaleceu na sexta-feira de manhã, convertendo-se em um furacão e ameaçando as ilhas do Caribe, pode estar "bem perto da Flórida entre segunda e terça-feira", disse Robert Molleda, do serviço meteorológico dos EUA, na mesma entrevista coletiva.

vgr-ad/dga/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos