Balconista em lanchonete, modelo albina desponta no mundo da moda

·1 minuto de leitura

Balconista de uma lanchonete na cidade serrana fluminense de Nova Friburgo, Mylena Andrade, de 19 anos, é uma das novas apostas do mercado da moda. Em pouco tempo, a jovem já estrelou variadas campanhas, que vão de grife de jóias à roupas esportivas. Inclusive, uma foto sua estampou a versão colaborativa da Vogue Itália Digital.

Albina, Mylena busca, com a visibilidade da profissão de modelo, informar a sociedade sobre essa condição genética: "o albino ainda é alvo de preconceito, por isso é muito significativo poder mostrar nossa beleza e estar representado. Espero usar a moda para falar sobre essas questões", afirma.

Uma condição rara que atinge, no Brasil, aproximadamente 21 mil pessoas. Mesmo em um país tão plural, Mylena afirma que o albino ainda é alvo de estigma e desinformação: "nós não somos invisíveis. Eu sou a única albina na minha família e sei que é um assunto desconhecido para muitas pessoas. Sonho criar um projeto social que fale sobre o albinismo, pra entenderem o que realmente é e para trazermos mais dignidade a toda diferença", finaliza.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos