Baleia diz que, se eleito, analisará já nesta terça pedidos de impeachment de Bolsonaro

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 28.01.2021 - Baleia Rossi (MDB-SP), candidato à Presidência da Câmara dos Deputados. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 28.01.2021 - Baleia Rossi (MDB-SP), candidato à Presidência da Câmara dos Deputados. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Candidato de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à Presidência da Câmara, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP) afirmou que, se eleito, começará já nesta terça-feira (2) a analisar os pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Bolsonaro apoiou o rival de Baleia, Arthur Lira (PP-AL), e prometeu cargos e emendas para conseguir votos ao líder do centrão.

"Eu vejo que nosso adversário começa a se preocupar. Ele viu que cada deputado vai refletir o seu voto. Não é possível uma interferência de tal magnitude, com outro poder querendo interferir na decisão livre e democrática de cada um dos parlamentares", afirmou.

O candidato de Maia ressaltou que sua candidatura representa a defesa da democracia e responsabilidade no enfrentamento da pandemia do coronavírus. Ele criticou pedido que foi feito por aliados de Lira para que parlamentares filmem seus votos, utilizando aparelhos de celular, para comprovar que votaram no candidato de Bolsonaro.

"Temos de votar livremente, não podemos diminuir a importância da Câmara dos Deputados", disse. "Se Deus me der a oportunidade de ser presidente da Câmara, vamos analisar a partir de terça-feira essas questões [pedidos de impeachment]", acrescentou.