Baleia e Lira negociam cargos na Mesa Diretora com partidos aliados

Natália Portinari, Bruno Góes e Isabella Macedo
·1 minuto de leitura
Ailton de Freitas / Agência O Globo / 12-4-2016

BRASÍLIA - 2021 ainda nem começou, mas já esquenta as conversas na Câmara. Em fevereiro, além de eleger um novo presidente, os deputados também escolherão os futuros ocupantes dos demais postos na Mesa Diretora da Câmara. Estes espaços são uma moeda de troca importante para os partidos e têm sido um pano de fundo das conversas.

Articulado pelo atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o bloco em torno de Baleia Rossi (MDB-SP) negocia a entrega dos dois cargos mais importantes ao PSL e ao PT. Já um dos alvos do assédio de Arthur Lira (PP-AL) é o PSB. Aliado de Jair Bolsonaro, ele tenta minar esse poder de barganha ao trabalhar para reverter o apoio de algumas legendas ao adversário.