Bali deportará canadense por dançar nu em montanha sagrada

·1 min de leitura
O ator canadense Jeffrey Craigen em foto na delegacia, em 25 de abril (AFP/Handout) (Handout)

Um ator canadense e autoproclamado guru do bem-estar será deportado da ilha indonésia de Bali depois que um vídeo seu viralizou dançando nu em uma montanha considerada sagrada.

Jeffrey Craigen postou um vídeo de si mesmo fazendo o haka, uma dança cerimonial da cultura maori da Nova Zelândia, desnudo no topo do Monte Batur, um vulcão que muitos balineses consideram sagrado.

Ele foi preso e interrogado na segunda-feira após inúmeras denúncias de internautas que o acusaram de não respeitar os valores religiosos da ilha.

Craigen aguarda a deportação, mas as autoridades dizem que as companhias aéreas não querem levá-lo porque ele não foi vacinado contra a covid-19.

"As companhias aéreas não concordaram (em transportá-lo)", disse à AFP Tedy Riyandi, chefe do escritório de imigração da cidade de Denpasar.

O ator será colocado em uma lista que o impedirá de entrar em Bali em um futuro próximo, disseram as autoridades.

Craigen está na Indonésia desde o final de 2019 como turista e estudante de tratamentos alternativos para osteoporose, disse o chefe do escritório de migração de Bali, Jamaruli Manihuruk.

O canadense alegou que não sabia que a montanha era um local sagrado.

"Para todos os estrangeiros que visitam Bali, por favor, comportem-se de acordo com nossa lei e valores culturais", disse Manihuruk.

str-dsa/oho/mas/mar/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos