Banco do Brasil começa a vender produtos e serviços não financeiros

Extra
·1 minuto de leitura

O Banco do Brasil começou, nesta semana, a oferecer produtos e serviços não financeiros para os seus clientes, como vouchers de empresas parceiras que podem ser comprados para uso pessoal ou para presentear amigos e parentes. Trata-se de uma experiência de Open Banking, já que é possível efetivar a compra sem sair do aplicativo da instituição bancária.

Veja:

Entre as possibilidades disponíveis, estão: serviços de transporte individual, delivery de alimentos, streaming de músicas, lojas de aplicativos, games, jogos educacionais e soluções empresariais. Para ter acesso, basta logar no aplicativo. As ofertas aparecem logo na primeira tela, na seção “Facilidades”. Depois, o cliente pode escolher o serviço ou produto, e seguir as orientações de compra, concordando com o débito em conta corrente.

Leia também:

“O BB está sempre em busca de soluções que ampliem e melhorem a experiência dos clientes, serviços que facilitem a vida e sejam simples de utilizar, sem burocracia. Oferecer mais essa facilidade amplia o leque de inovações que o Banco vem apresentando ao mercado nos últimos anos”, avalia Paula Sayão, diretora de negócios digitais.

A primeira parceria de Open Banking anunciada pelo Banco do Brasil ocorreu em 2017, com a Conta Azul. Foi a primeira operação estruturada de Open Banking do país. Desde então, mais de 300 parceiros são integrados ao BB por meio do uso de APIs. Entre eles, Bxblue e Bom pra Crédito, marketplaces de comparação de crédito consignado e pessoal.