Banco do Brasil vai adotar medidas de apoio às empresas com a crise do coronavírus

Geralda Doca
BB: orientação do banco é não pisar no freio na concessão de crédito

BRASÍLIA — O Banco do Brasil (BB) vai apoiar as empresas nacionais, diante da propagação do coronavírus no país. O assunto foi discutido pela diretoria da instituição nesta segunda-feira.

Com o agravamento da crise, motivada pela queda da cotação do petróleo e prejuízo nas bolsas, o presidente do BB, Rubem Novaes,  soltou uma nota para sinalizar que o banco continuará fornecendo linhas de crédito.  

"O Banco do Brasil está preparado para ser a ponte necessária para os nossos clientes e empreendedores nos momentos de volatilidade. A confiança na retomada da economia continua inalterada” disse o presidente do BB em nota.

Na sexta-feira, Novaes afirmou que o mercado estava nervoso demais e que estava havendo excesso de pânico em relação ao coronavírus. No entanto, reforçou que a epidemia é grave e que certamente vai afetar a economia.

veja também:

A orientação do banco é não pisar no freio na concessão de crédito, durante a crise por medo da inadimplência. Linhas como capital de giro, por exemplo, serão reforçadas para atender a necessidade de fluxo de caixa das empresas.  As linhas de apoio à exportação também serão  ampliadas.  

"É natural que os ânimos do mercado se exaltem diante de incertezas, mas os fundamentos econômicos de longo prazo não mudaram, continuam sólidos. O coronavírus e o stress internacional são pontuais e transitórios", destacou Novaes.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra (21 99644 1263)