Banco Central lança moedas comemorativas dos 200 anos da Independência

Banco Central lança duas moedas comemorativas dos 200 anos da Independência (Foto: Banco Central)
Banco Central lança duas moedas comemorativas dos 200 anos da Independência (Foto: Banco Central)
  • Banco Central: As moedas lançadas diferem no valor, conteúdo e no material utilizado;

  • A moeda feita em cuproníquel corresponde ao valor de R$2,00 é a primeira da história a conter detalhes coloridos;

  • Cunhada em prata, a moeda, que corresponde ao valor de R$ 5, representa em uma das faces a sessão do Conselho de Estado.

Duas moedas comemorativas alusivas aos 200 anos da Independência do Brasil foram lançadas pelo Banco Central (BC) nesta terça-feira (26). Os modelos se diferem no valor, conteúdo e no material utilizado, sendo uma deles feito em prata e outro em liga de cobre e níquel (cuproníquel).

A moeda feita em cuproníquel corresponde ao valor de R$2,00 e, segundo o BC, é a primeira da história a conter detalhes coloridos em um dos lados. Em uma das faces, além do valor de R$ 2, a moeda exibe uma faixa verde-amarela e a primeira estrofe do Hino da Independência. No verso, mostra o Grito da Independência como retratado pelo artista brasileiro Pedro Américo.

(Foto: Banco Central)
(Foto: Banco Central)

Cunhada em prata, a moeda, que corresponde ao valor de R$ 5, representa em uma das faces a sessão do Conselho de Estado. O evento histórico retratado foi presidido pela princesa Dona Leopoldina e com a participação de José Bonifácio, no qual foi tomada a decisão de enviar cartas a Dom Pedro aconselhando-o a romper com a Coroa portuguesa. No verso, a moeda exibe a bandeira do Brasil e a primeira estrofe do Hino da Independência.

(Foto: Banco Central)
(Foto: Banco Central)

Destinadas a colecionadores, as peças serão produzidas pela Casa da Moeda e vendidas através do site Clube da Moeda ainda nesta terça. Os interessados terão de desembolsar R$ 420 para obter a moeda de prata, e R$ 34 para adquirir a de cuproníquel.

As moedas tiveram o lançamento aprovado em setembro do ano passado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

"As duas moedas que lançamos hoje retratam esse momento histórico que trouxe como desfecho a independência do nosso país", afirmou o presidente do BC, Roberto Campos Neto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos