Banco Central reduz taxa básica de juros de 4,25% para 3,75%

Gabriel Shinohara
O Banco Central divulga a Selic a cada 45 dias

BRASÍLIA —  O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) reduziu a taxa básica de juros, a Selic, de 4,25% para 3,75% nesta quarta-feira. No comunicado, o BC sinalizou a manutenção da taxa no novo nível.

A decisão sofreu os efeitos da crise do coronavírus, que tem derrubado mercados e economias no mundo todo. No comunicado, o BC afirmou que a pandemia está causando uma "desaceleração significativa" do crescimento global, redução no preço das commodities e volatilidade nos preços dos ativos financeiros.

A autoridade monetária caracterizou o cenário como "desafiador" para economias emergentes, como a do Brasil.

Na última reunião, o Copom sinalizou que interromperia o ciclo de cortes, situação que mudou com a pandemia do novo vírus.

A redução acompanhou a decisão de bancos centrais ao redor do mundo, como o do Federal Reserve (FED), o banco central americano, que reduziu a taxa de juros duas vezes desde o início da crise. Atualmente, os juros da economia americana está entre 0% e 0,25%.

No comunicado, o Copom avaliou que os dados de atividade econômica estavam em linha com um processo de recuperação gradual da economia, mas ressaltou que eles não refletem, ainda, os impactos da pandemia.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra (21 99644 1263)