Banco de criptomoedas Celsius defende mineração de bitcoin como fundamental para sua recuperação

Por Dietrich Knauth

(Reuters) - A Celsius Network vê a mineração de bitcoin como fundamental para sua reestruturação, disse o banco de criptomoedas em audiência em tribunal de falências dos Estados Unidos na segunda-feira.

A Celsius recebeu aprovação do juiz de falências dos EUA Martin Glenn para gastar 3,7 milhões de dólares na construção de uma nova instalação de mineração de bitcoin e 1,5 milhão de dólares em taxas alfandegárias e impostos sobre importação de equipamento necessário à atividade.

Patrick Nash, advogado da Celsius, disse a Glenn que a mineração de bitcoin pode fornecer uma opção à empresa, que interrompeu operações de outros negócios, como empréstimos de criptomoedas, para reembolsar os clientes, cujos ativos foram congelados nas semanas que antecederam ao pedido de proteção contra falência da companhia.

"Em um mundo onde o mercado de criptomoedas se recupera, o negócio de mineração tem potencial para ser bastante valioso", disse Nash.

A Celsius entrou com pedido de proteção contra falência, listando um déficit de 1,19 bilhão de dólares em seu balanço.

Um grupo de investidores em ações, porém, prevê uma potencial disputa pelo controle das operações de mineração de bitcoin.

Segundo Dennis Dunne, advogado dos investidores, eles podem argumentar que as moedas recém-extraídas devem ser consideradas propriedade da subsidiária do Reino Unido, empresa que levantou os fundos para a operação de mineração, em vez de serem distribuídas em benefício de todos os credores da Celsius.

Os clientes também podem se opor aos gastos com fornecedores para mineração de bitcoin em um momento em que a própria recuperação da Celsius está em dúvida, disse o órgão de fiscalização de falências do Departamento de Justiça dos EUA.

(Por Dietrich Knauth)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos