Banco dos Países Baixos lamenta participação na escravatura

Banco dos Países Baixos lamenta participação na escravatura

O Banco dos Países Baixos pediu desculpa pelo envolvimento da instituição no comércio de escravos do século XIX.

O ato de contrição foi feito pelo chefe do banco holandês durante um evento, em Amesterdão, no dia nacional que marcou a abolição da escravatura no país.

O chamado Keti Koti, que significa quebrar as correntes, é oficialmente um feriado surinamês e celebra abolição formal da escravatura no Suriname e nas Antilhas Holandesas, em 1863.

Keti Koti foi comemorado no monumento do Passado e Herança da Escravatura Holandesa no Oosterpark de Amesterdão.

O pedido de desculpas foi apresentado após investigações sobre o passado do banco e conversas com descendentes de pessoas escravizadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos