Banco leiloa 49 imóveis comerciais e residenciais com até 60% de desconto

·2 min de leitura

O Banco Santander vai leiloar 49 imóveis comerciais e residenciais em dez estados, com valores entre R$ 41,8 mil e R$ 6,8 milhões e desconto de até 60%. A venda será realizada no Superbid Marketplace, no formato online, na próxima quinta-feira, dia 28, para lotes comerciais, e no dia 29, para residenciais.

Os interessados vão encontrar oportunidades de casas, apartamentos, salas, galpões, chácaras e terrenos espalhados pelas regiões Sul, Nordeste e Sudeste — que concentra a maior quantidade de imóveis para leilão, 32, sendo 13 no Rio de Janeiro. Também podem achar imóveis em Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo.

Quem quiser se mudar para a Região Metropolitana do Rio pode encontrar um apartamento de 182m² a partir de R$ 385,8 mil, 45% abaixo do preço avaliado, em Niterói, ou um compacto apartamento de 65m² na cidade maravilhosa por R$ 210,2 mil, 40% abaixo da avaliação.

Já quem procura um imóvel comercial para investir, a cartela de possibilidades permite sonhar com uma sala comercial de 554m² em Santos por R$ 2,9 milhões, ou uma de 42m² em Recife, com investimento a partir de R$ 276,3 mil. Se quiser o mais caro à disposição, o lugar certo é no Rio de Janeiro, onde antes funcionava uma concessionária de automóveis, à venda por R$ 6,8 milhões.

Todos os imóveis à venda estão com débitos de condomínio e IPTU pagos até a data do leilão, e o Santander, banco que organiza o evento, oferece vantagens no pagamento, a depender do tipo desejado. Para os residenciais, o cliente pode financiar até 80% do valor em até 420 meses, enquanto no caso de salas comerciais, o limite para financiamento é de 360 meses. Lotes e terrenos devem ser comprados à vista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos