Banco Mundial pede que economias avançadas ampliem oferta de alimentos, energia e fertilizantes

·1 min de leitura
Logo do Banco Mundial

WASHINGTON (Reuters) - O presidente do Banco Mundial, David Malpass, pediu nesta terça-feira que economias avançadas ampliem a ajuda alimentar a países em desenvolvimento, e que trabalhem para elevar a produção de alimentos, energia e fertilizantes para lidar com a escassez e aumento de preços provocados pela guerra na Ucrânia.

Malpass, falando em evento com a chefe do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva, afirmou que pagamentos em dinheiro ou vales seriam uma boa maneira de ajudar os produtores em países pobres a comprar fertilizantes para garantir a produção de alimentos.

Georgieva disse que a crise está exacerbando a divergência entre países ricos e pobres, a afirmou ser crítico diversificar a produção de alimentos, energia e ofertas de fertilizantes para reduzir a dependência da Rússia.

(Reportagem de Andrea Shalal e David Lawder)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos